Competições
Silvana Lima conquista título do QS 6000 do México
Por João Carvalho em 11/06/17
 

Silvana Lima conquistou o título do QS 6000 Los Cabos Open of Surf, batendo a campeã do ano passado na grande final do sábado nas ondas de Zippers Beach, em San Jose del Cabo, no México.

As quatro surfistas que competiram no sábado, entraram na zona de classificação para o CT no México. A única que ainda estava fora era Silvana Lima, que precisava avançar para entrar na lista.

 
Silvana Lima. Foto: Andrew Nichols – WSL North America.
 

E ela surfou duas baterias de forma impecável para, enfim, conseguir sua primeira vitória no Los Cabos Open of Surf. Silvana já havia chegado perto disso outras vezes. Em 2015, perdeu a decisão do título para a australiana Nikki Van Dijk. No ano passado, parou na semifinal contra a equatoriana Dominic Barona, vice-campeã na final com Bronte Macaulay.

“É um momento único que jamais esquecerei. Depois de chegar tão perto do título a cada ano, ganhar agora é um sonho se tornando realidade”, disse Silvana Lima. “Estou muito feliz e quero agradecer a todos aqui pelo apoio incrível ao longo dos anos, essa vitória é para vocês. Obrigado a todos que ficaram me falando que esse era o meu ano, pois comecei a acreditar nisso cada vez mais. Isso me deu mais confiança e agora só quero aproveitar para curtir esse dia”.

A cearense não está tendo uma boa temporada no seu retorno ao World Surf League Championship Tour e também estava fora do grupo das seis que se classificam pelo QS. Então, precisava de um bom resultado numa prova importante para manter sua vaga na elite pelo ranking de acesso. E Silvana surfou bem em todas as baterias que disputou durante a semana do Los Cabos Open of Surfing. No último dia, não deu chances para as duas australianas que enfrentou, ambas na mesma situação que ela, fora das top-10 do CT e do G-6 do QS.

Na semifinal contra Keely Andrew, já destruiu sua primeira onda com manobras potentes para largar na frente com nota 8,17. Depois, surfou outra melhor ainda para ganhar 8,77 e atingir imbatíveis 16,94 pontos, contra 15,27 da australiana que chegou a igualar sua maior nota. Na grande final, Silvana também começou forte com 7,67, contra 6,50 da defensora do título. Ela preferiu esperar por uma segunda onda boa, enquanto Macaulay arriscava mais, tentando aumentar sua pontuação. Só que Silvana acerta de novo na escolha e pega outra boa onda para ganhar 8,17 dos juízes, nota que confirma a vitória por 15,84 a 11,50 pontos.

“A Bronte (Macaulay) é uma surfista incrível e foi ótimo disputar essa final com ela”, disse Silvana Lima. “Acho que essa foi a primeira vez que eu não fico nervosa numa final. Eu só pensava em surfar o meu melhor, era tudo o que eu precisava fazer. Eu vim para esse campeonato com o objetivo de vencer aqui, então estou muito feliz por ter dado tudo certo”.

Apesar do vice-campeonato, Bronte Macaulay também ficou feliz por ter decidido o título do Los Cabos Open of Surf pelo segundo ano consecutivo. Além dela, apenas Silvana Lima chegou em duas finais no México e agora conseguiu sua primeira vitória. No ano passado, a cearense foi a campeã do WSL Qualifying Series e a australiana a vice-campeã. Com os 4.500 pontos recebidos pelo segundo lugar, Bronte Macaulay subiu de vigésimo para terceiro no ranking, novamente uma posição abaixo de Silvana Lima.

A Silvana (Lima) realmente era a melhor surfista neste evento, vinha fazendo várias baterias boas, então eu sabia que seria difícil de ganhar dela aqui”, disse Bronte Macaulay. “Embora tenha sido um bom resultado para somar no QS, fiquei um pouco desapontada com o meu surfe hoje (sábado). Tinham boas ondas, bem definidas, boas para fazer manobras e foi um bom campeonato. Agora vou passar um tempo em casa, antes de voltar a competir no QS e CT”.

Essa foi a segunda final consecutiva de Bronte Macaulay contra uma surfista da América do Sul no QS 6000 do México. No ano passado, ela ganhou da equatoriana Dominic Barona, que tinha derrotado Silvana Lima nas semifinais. A decisão de 2016 foi reeditada nas quartas de final que fecharam a sexta-feira em Zippers Beach e Dominic Barona perdeu de novo para a australiana, dessa vez terminando em quinto lugar no Los Cabos Open of Surf. Mesmo assim, a equatoriana ganhou trinta posições no WSL Qualifying Series, subindo de 51 para 21 no ranking.

QS NO PERU – Dominic Barona agora se prepara para defender a liderança no ranking da WSL South America, que define a campeã sul-americana da temporada. Ela venceu a primeira etapa na Argentina e a segunda marca a volta de San Bartolo e do Peru ao WSL Qualifying Series feminino, depois da vitória da peruana Sofia Mulanovich em 2014. O retorno será no Jeep Pro San Bartolo Peru com uma etapa do QS 1000 masculina e feminina nos dias 12 a 15 de julho. As inscrições estão abertas no sistema online do www.wslsouthamerica.com

Além de Silvana Lima e Dominic Barona, mais onze surfistas da América do Sul foram ao México competir no QS 6000 Los Cabos Open of Surf. A peruana Anali Gomez ficou em 37.o lugar, a um passo da rodada classificatória para as oitavas de final. Mais duas peruanas perderam na fase anterior, com Melanie Giunta terminando em 49.o lugar e Leilani Aguirre em 61.o, empatada com a atual campeã sul-americana da WSL South America, a brasileira Nathalie Martins.

Barradas na segunda fase, a chilena Lorena Fica e as argentinas Josefina Ane e Lucia Cosoleto, ficaram em 73.o lugar. Outras quatro não passaram das suas estreias na primeira fase. A argentina Evelyn Gontier e as brasileiras Yanca Costa e Julia Camargo, acabaram em terceiro lugar nas suas baterias e em 97.o no campeonato. Já a carioca Karol Ribeiro foi a última colocada na sua e terminou em 109.o lugar na quarta edição do QS 6000 do México.

Mais notícias, resultados, fotos, vídeos e outras informações do QS 6000 Los Cabos Open of Surf no www.worldsurfleague.com

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL), antes denominada Association of Surfing Professionals (ASP), tem como objetivo celebrar o melhor surf do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL já possui uma enorme legião de fãs apaixonados em todo o planeta que acompanha as performances dos melhores surfistas do mundo, como Gabriel Medina, John John Florence, Adriano de Souza, Kelly Slater, Stephanie Gilmore, Greg Long, Makua Rothman, Carissa Moore, entre outros, competindo no mais imprevisível e dinâmico campo de jogo entre todos os esportes no mundo, que é o mar.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com

—————————————————————-

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

—————————————————————-

G-6 DO WSL QUALIFYING SERIES – após a 23.a etapa no México:

*- top-10 do CT que dispensa vaga no QS

*1.a: Johanne Defay (FRA) – 10.500 pontos

2.a: Silvana Lima (BRA) – 9.100

3.a: Bronte Macaulay (AUS) – 8.700

4.a: Malia Manuel (HAV) – 8.650

5.a: Paige Hareb (NZL) – 8.460

*6.a: Sage Erickson (EUA) – 8.150

*7.a: Tatiana Weston-Webb (HAV) – 7.950

8.a: Macy Callaghan (AUS) – 7.940

9.a: Keely Andrew (AUS) e Claire Bevilacqua (AUS) – 7.750

próximas sul-americanas até 150.o lugar:

21: Dominic Barona (EQU) – 5.000 pontos

46: Melanie Giunta (PER) – 2.925

75: Anali Gomez (PER) – 1.910

83: Lorena Fica (CHL) – 1.795

123: Tainá Hinckel (BRA) – 1.040

125: Josefina Ane (ARG) – 1.010

138: Lucia Cosoleto (ARG) – 930

QS 6000 LOS CABOS OPEN OF SURF NO MÉXICO:

Campeã: Silvana Lima (BRA) por 15,84 pontos (8,17+7,67) – US$ 10.000 e 6.000 pontos

Vice-campeã: Bronte Macaulay (AUS) com 11,50 (6,50+5,00) – US$ 5.000 e 4.500 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com 3.550 pontos e US$ 2.500 de prêmio:

1.a: Silvana Lima (BRA) 16.94 x 15.27 Keely Andrew (AUS)

2.a: Bronte Macaulay (AUS) 12.84 x 10.00 Sage Erickson (EUA)

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com 2.650 pontos e US$ 1.750 de prêmio:

1.a: Silvana Lima (BRA) 14.90 x 8.60 Dimity Stoyle (AUS)

2.a: Keely Andrew (AUS) 13.43 x 12.33 Caroline Marks (EUA)

3.a: Sage Erickson (EUA) 14.67 x 10.50 Tatiana Weston-Webb (HAV)

4.a: Bronte Macaulay (AUS) 15.26 x 11.77 Dominic Barona (EQU)

RESULTADOS DAS SUL-AMERICANAS NAS PRIMEIRAS FASES:

OITAVAS DE FINAL – 9.o lugar com 1.550 pontos e US$ 1.000 de prêmio:

2.a: Silvana Lima (BRA) 16.00 x 7.74 Bailey Nagy (HAV)

7.a: Dominic Barona (EQU) 12.40 x 12.00 Coco Ho (HAV)

QUINTA FASE – 1.a e 2.a=Oitavas de Final / 3.a=17.o lugar com 1.050 pontos e US$ 750:

2.a: 1-Silvana Lima (BRA)=15.37, 2-Dimity Stoyle (AUS)=10.23, 3-Chelsea Tuach (BRB)=9.00

7.a: 1-Dominic Barona (EQU)=13.24, 2-Macy Callaghan (AUS)=10.34, 3-Alessa Quizon (HAV)=7.10

QUARTA FASE – 3.a=25.o lugar (700 pts e U$ 500) / 4.a=37.o lugar (650 pts e US$ 250):

1.a: 1-Bailey Nagy (HAV), 2-Dimity Stoyle (AUS), 3-Codie Klein (AUS), 4-Anali Gomez (PER)

2-.a: 1-Silvana Lima (BRA), 2-Summer Macedo (HAV), 3-Kobie Enright (AUS), 4-Holly Wawn (AUS)

12.a: 1-Coco Ho (HAV), 2-Dominic Barona (EQU), 3-Alyssa Lock (AUS), 4-Emily Nishimoto (JPN)

TERCEIRA FASE – 3.a=49.o lugar com 400 pontos e 4.a=61.o lugar com 385 pontos:

3.a: 1-Freya Prumm (AUS), 2-Caroline Marks (EUA), 3-Sophie McCulloch (AUS), 4-Leilani Aguirre (PER)

6.a: 1-Rachel Presti (EUA), 2-Gabriela Bryan (HAV), 3-Melanie Giunta (PER), 4-Ella Williams (NZL)

7.a: 1-Brisa Hennessy (HAV), 2-Ellie Brooks (AUS), 3-Ainara Aymat (ESP), 4-Nathalie Martins (BRA)

SEGUNDA FASE – 3.a=73.o lugar com 370 pontos e 4.a=85.o lugar com 255 pontos:

1.a: 1-Felicty Palmateer (AUS), 2-Bethany Zelasko (EUA), 3-Lucia Cosoleto (ARG), 4-Malia Ward (EUA)

3.a: 1-Freya Prumm (AUS), 2-Minato Takahashi (JPN), 3-Lorena Fica (CHL), 4-Kayla Durden (EUA)

4.a: 1-Keala Kennelly (HAV), 2-Leilani Aguirre (PER), 3-Miho Ihara (JPN), 4-Brittany Penaroza (EUA)

8.a: 1-Frankie Harrer (ALE), 2-Nathalie Martins (BRA), 3-Kaleigh Gilchrist (EUA), 4-Marissa Shaw (EUA)

10.a: 1-Chelsea Roett (BRB), 2-Maddie Peterson (EUA), 3-Josefina Ane (ARG), 4-Sophia Bernard (AUS)

PRIMEIRA FASE – 3.a=97.o lugar com 120 pontos e 4.a=109.o lugar com 99 pontos:

2.a: 1-Madeline Zeuli (EUA), 2-Lucia Cosoleto (ARG), 3-Kloee Openshaw (EUA), 4-Alexxa Elseewi (EUA)

4.a: 1-Brittany Penaroza (HAV), 2-Kayla Durden (EUA), 3-Evelyn Gontier (ARG), 4-Regina Piolli (EUA)

6.a: 1-Autumm Hays (EUA), 2-Keala Tomoda-Bannert (HAV), 3-Julia Camargo (BRA), 4-Brooke Daigneault (EUA)

8.a: 1-Kaleigh Gilchrist (EUA), 2-Tiare Thompson (EUA), 3-Chiassi Maruyama (EUA), 4-Karol Ribeiro (BRA)

10.a: 1-Josefina Ane (ARG), 2-Nicole Fulford (EUA), 3-Keita O´Rourke (HAV), 4-Alexa Muss (EUA)

12.a: 1-Emily Gussoni (CRI), 2-Samantha Sibley (EUA), 3-Yanca Costa (BRA), 4-Abigail Dixon (EUA)

 
 
Leia mais:
 
11/06 - Sergipanos representam em Alagoas
17/05 - Festa em Sauípe
17/05 - Mineiro é Campeão
15/05 - Top sofre punição
11/05 - Circuito Linha Verde de Surf acontece nesse final de semana
 
© DropAgora.com.br - Desde 2008.
Aracaju-Sergipe-Brasil
"Deus sem você continua sendo Deus, e você sem Deus é nada.."