Oi Rio Pro
Mineiro é campeão
Por Ader Oliveira em 17/05/17
 

O brasileiro Adriano de Souza acaba de vencer o Oi Rio Pro, etapa do Championship Tour finalizada nesta quarta-feira, na praia de Itaúna, em Saquarema.

Na final, Adriano derrotou o australiano Adrian Buchan por 17.63 a 17.23 pontos.

 
Mineiro comemora com a torcida. Foto: WSL / Poullenot.
 

Em ondas de 1,5 metro e formação regular, o brasileiro começou ditando o ritmo com 7.50 e 7.83, mas Adrian, que até então tinha 4.33 e 5.83, assustou com 9.20, passando a precisar de 6.23.

Adriano chegou a perder a prioridade em uma onda fraca, mas não desanimou e achou uma esquerda intermediária que ofereceu uma longa parede. Com potentes batidas e rasgadas de backside, o Top levantou a plateia em Saquarema e arrancou 9.80 dos juízes.


Adrian Buchan chegou a dar a resposta com 8.03, mas a nota não foi suficiente para estragar a festa de Adriano de Souza, que comemorou a sua segunda vitória no Brasil e igualou-se a Jordy Smith e Owen Wright na vice-liderança do ranking mundial.

"Gostaria de primeiramente agradecer a Deus por este momento maravilhoso. Desde dezembro de 2015 (quando venceu em Pipeline) eu não sentia o gosto do pódio, mas batalhei muito. Todos sabem a jornada de um atleta para alcançar seus objetivos, mas sempre acreditei e tive muita determinação, mesmo nos momentos difíceis", disse Adriano. "Isso mostra um pouco do retrato do Brasil. Mesmo com toda a dificuldade que o nosso país vive, a gente sai para trabalhar com o sorriso no rosto", continuou o campeão, que falou também sobre o duelo contra Adrian Buchan. "É uma honra muito grande disputar uma final com Adrian. Já competimos muitas vezes, desde quando éramos amadores, e agora estamos aqui dividindo o pódio", finalizou Adriano de Souza.

Antes de desbancar o australiano, Adriano deu um show contra Joel Parkinson nas quartas de final e superou o compatriota Yago Dora na semi.

Contra Parko, o brasileiro somou 8.67 e 9.83, contra 7.17 e 3.83. Na semifinal, Adriano voltou a abusar do seu potente backside e abriu larga vantagem na bateria ao arrancar 7.17 e 9.75 dos juízes, deixando Yago precisando de uma combinação de notas para reverter o placar.

Com um adversário muito afiado e poucas ondas surgindo no outside, o catarinense teve dificuldade para repetir as ótimas apresentações dos confrontos anteriores, quando derrubou nomes como John John Florence, Gabriel Medina e Mick Fanning.

Sua melhor onda veio quando faltavam pouco mais de cinco minutos para o término. Trabalhando bem a borda da prancha, Yago diminuiu o placar com 8.00 pontos, passando a buscar 9.57.

O duelo marcou uma situação inusitada. Pai e treinador de Yago, Leandro Dora, o "Grilo", também é o técnico de Adriano de Souza. 

Foi a primeira participação do jovem atleta em uma prova da elite mundial. Atualmente em terceiro lugar no ranking do Qualifying Series, Yago foi convidado pela Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro (FESERJ) para substituir Jessé Mendes (líder do QS) na triagem, já que o paulista entrou no evento principal como convidado da WSL.

Na triagem, Yago Dora não decepcionou e bateu Lucas Chumbinho, Raoni Monteiro, Lucas Silveira e Yan Guimarães, todos do estado do Rio de Janeiro.

Confiante, o catarinense entrou com tudo no Oi Rio Pro e quase estreou com vitória no evento principal. No decorrer do confronto, Yago acertou um aéreo rodando de backside e precisava de 9.30 para vencer o havaiano John John Florence, mas recebeu 9.27.

A recuperação veio na repescagem, quando bateu o californiano Kolohe Andino, que ocupava a quinta posição no Tour. Na terceira fase, Yago reencontrou John John e dessa vez não deu para o havaiano. No round 4, o brasileiro surfou muito bem, mas ficou atrás do australiano Mick Fanning, autor de 17.50 pontos. 


Na manhã desta quarta-feira, Yago Dora encarou Gabriel Medina e a batalha teve um desfecho emocionante.


Os atletas se revezaram na liderança da bateria e a emoção ficou reservada para o fim.


Precisando de 7.11 para virar, Medina pegou uma esquerda nos últimos segundos e voou alto com uma mão segurando a borda da prancha para arrancar 7.73 dos juízes.


Porém, Yago veio logo atrás e mandou um aéreo rodando para responder com 8.17 e derrotar mais um campeão mundial em Saquarema.

Não satisfeito, o catarinense partiu para cima do tricampeão Mick Fanning nas quartas de final e derrubou mais um gigante na praia de Itaúna, vencendo por 12.44 a 12.34 pontos.

Depois de passar por três campeões mundiais no Oi Rio Pro, Yago enfrentou mais um em Saquarema, mas esbarrou no amigo e compatriota Adriano de Souza na semifinal.

No outro duelo, Adrian Buchan levou a melhor diante do compatriota Matt Wilkinson.

Os tops da elite mundial voltam a se encontrar entre os próximos dias 4 e 16 de junho, nas ondas de Fiji, palco da quinta etapa da temporada.

Resultado do Oi Rio Pro 2017

1 Adriano de Souza (BRA)
2 Adrian Buchan (AUS)
3 Yago Dora (BRA)
3 Matt Wilkinson (AUS)
5 Joel Parkinson (AUS)
5 Mick Fanning (AUS)
5 Owen Wright (AUS)
5 Jordy Smith (AFR)
9 Wiggolly Dantas (BRA)
9 Gabriel Medina (BRA)
9 Kanoa Igarashi (EUA)
9 Julian Wilson (AUS)

Ranking atualizado do CT 2017

1 John John Florence (HAV) 24.750
2 Jordy Smith (AFR) 24.400
2 Adriano de Souza (BRA) 24.400
2 Owen Wright (AUS) 24.400
5 Matt Wilkinson (AUS) 16.750
6 Joel Parkinson (AUS) 16.150
7 Kolohe Andino (EUA) 14.250
8 Filipe Toledo (BRA) 13.950
9 Caio Ibelli (BRA) 13.250
10 Gabriel Medina (BRA) 12.750
11 Mick Fanning (AUS) 12.650
12 Adrian Buchan (AUS) 12.000
13 Julian Wilson (AUS) 11.500
13 Sebastian Zietz (HAV) 11.500
15 Connor O’Leary (AUS) 10.450
16 Jeremy Flores (FRA) 9.250
16 Ezekiel Lau (HAV) 9.250
18 Kelly Slater (EUA) 9.200
18 Frederico Morais (POR) 9.200
20 Conner Coffin (EUA) 9.000
20 Wiggolly Dantas (BRA) 9.000
22 Jack Freestone (AUS) 8.000

 
 
Leia mais:
15/05 - Top sofre punição
11/05 - Circuito Linha Verde de Surf acontece nesse final de semana
11/05 - MSG Adventure em novo endereço
08/05 - Vídeo: Maior tubo registrado no Brasil
08/05 - Vídeo: 1ª Etapa do Circuito Sergipano
 
© DropAgora.com.br - Desde 2008.
Aracaju-Sergipe-Brasil
"Deus sem você continua sendo Deus, e você sem Deus é nada.."